Categorias
viagens

Mais dicas do que levar para o Caminho de Santiago

Em um outro post escrevi sobre o que levar para o Caminho de Santiago. Este texto é uma continuação dele, com dicas para escolher o seu equipamento.  O que vai encontrar aqui são dicas que dizem respeito a alguns itens específicos e algumas dicas no momento da escolha. O texto esta dividido nas seguintes partes:

  • Dicas para escolha dos calçados
  • Dicas sobre a mochila ideal
  • Dicas para escolha do casaco
  • Dicas para o saco de dormir

A escolha dos calçados

Dicas de calçados para o Caminho de Santiago
Andrew Neel

Uma das frequentes preocupações de quem decidiu fazer o Caminho de Santiago é saber com que calçado ir. Não há um tipo em específico. É possível percorrer a jornada de tênis, bota ou sandalhas.

Mas independente do tipo de calçado que for de sua preferência, escolha um bom par de calçados para caminhar você. O melhor calçado não significa o mais caro, mas sim aquele no qual terá conforto ao andar.

Encare a escolha do calçado como um item de segurança e de saúde para os seus pés. Um calçado de qualidade diminui as chances de ter bolhas, torções e calos. Lembre-se que ele será o seu meio de transporte durante a jornada.

Se o calçado for novo, prepare-o bem antes de ir. Faça algumas caminhadas com eles para você se acostumar e para vocês se prepararem a andar juntos.

Embora, tenha muitos blogs e fóruns que aconselhem usar botas para o percurso essa não é a regra. O caminho não é uma trilha. Tem gente que percorreu os 800km do Caminho de Santiago com tênis numa boa. Inclusive pessoas que trocaram as botas por tênis, por acharem mais confortáveis no meio da jornada.

Eu percorri com uma bota. Foi uma decisão pessoal, pois eu queria um calçado com um cano médio que protegesse os calcanhares e evitasse torções. Tive uma boa experiência com elas e não me arrependo, mas talvez hoje procuraria um modelo com um melhor amortecimento.

Um fator a se considerar antes de escolher o calçado é saber em que época do ano será feito o caminho. No inverno, é mais recomendável ir com calçados fechados, já no verão a preferência é por calçados que permitam os pés “respirarem” melhor para evitar bolhas e fungos.

Outro ponto de atenção é sobre o tamanho. Há quem diga que é melhor comprar um número maior. Eu não recomendo, pois isso pode ocasionar uma torção dependendo do caminho. O calçado deve estar confortável, nem justo(apertado) nem largo demais. Os pés podem inchar um pouco sim, mas não compre um número maior. A dica é que os dedos não fiquem colados no bico do calçado.

Ah, coloque também na mochila um par de sandálias ou chinelos para quando você chegar nos albergues. Você vai deixar os seus companheiros (os calçados) descansando enquanto e você também descansa. Leve sandálias ou chinelos em que possa tomar o banho come eles, assim também evita de o contato direto com o piso e com possíveis fungos.

Em relação as bolhas, Uma dica para evita-las é usar meias de lã. Se não tiver use duas meias uma fina e outra grossa. Fiz uso das duas técnicas e pra mim deu muito certo. Só o primeiro dia tive bolha e foi por que fique mais de 12h na chuva.

Dicas para escolha da Mochila

Dicas para escolha da Mochila
Lukas Robertson

Para ter o que levar para o caminho de Santiago você vai precisar de uma mochila. Uma que de conta do recado. Não precisa ser um mochila alemã toda sofisticada, mas se quiser vá em frente.

A minha mochila não saiu cara. Acho que era um dos modelos mais baratos que tinha. Para mim é o tamanho quase ideal, 45l. Eu queria um pouco menor, mas ela deu conta do recado. Fiquei 3 meses com ela, sendo toda a minha casa. Além de colocar tudo o que eu precisava, também podia leva-la como bagagem de mão.

Na hora de procurar por uma mochila para viajar, busco uma que atenda a alguns critérios:

  • Uma mochila precisar ter bolsos externos, no mínimo dois. Há coisas que quero ter um fácil acesso como dinheiro, mapa, água ou a máquina fotográfica. Ter bolsos externos facilitando muito o acesso a esses itens.
  • A mochila precisa ser confortável. Experimentar antes de comprar é algo que faço. Eu preciso me sentir confortável ao caminhar com ela. ela antes, encontre uma que combine com você, com as tuas costas.
  • Algo que também ajuda muito no conforto e na divisão do peso são aquelas tiras para para prender no peito e na barriga. Parece besteira, mas essas tiras realmente fazem diferença. Preste atenção no material, para ver se são resistentes para evitar que estraguem com facilidade.
  • Um outro item que busco em uma mochila é uma capa externa para dias chuvosos. Se o material for impermeável melhor. O que menos quero depois de um dia de chuva, é perceber que todas as minhas roupas estão molhadas.

A jaqueta certa para a ocasião certa

dicas-para-escolha-jaqueta
Daniel Bowman

A grossura do casaco/jaqueta vai depender da época do ano e das temperaturas que você vai enfrentar. O que tenho feito é usar uma jaqueta de duas estações. Uma que possa te proteger de vento e do frio ou das chuvas.

Uma das minhas primeiras jaquetas era em camadas. A externa fazia justamente o trabalho de proteger da chuva e do vento. Enquanto, que internamente ela tinha uma outra camada para o frio. Quando a grana esta curta, procuro uma que possa me proteger contra o vendo e para me proteger do frio, uso uma segunda pele por dentro.

Há muitas jaquetas. As marcas que vem a minha mente são as da Patagonia, Columbia e da North Face. Mas não posso dizer nada sobre a qualidade, pois nunca usei nenhum desses modelos. E ir em uma loja para experimenta-las é fundamental.

Cuido muito a questão do tamanho, pois talvez tenha que levar na mochila. E a ideia de ter uma roupa que ocupa metade do espaço não me agrada, por isso a ideia de me vestir em camadas me parece interessante. Posso dividir os valores e não sobrecarregar o meu peso e o orçamento.

A dica de bolsos é válida aqui também. Eu gosto da sensação de não precisar carregar nada na mão. Quanto mais bolsos tiver melhor.

Dicas Saco de dormir

O saco de dormir ideal
Ivana Cajina

Até onde me lembro, o saco de dormir em muitos albergues ao longo do Caminha de Santiago é obrigatório. Em muitos deles, não há então essa é a sua roupa de cama. Além de te proteger do frio ele também é mais higiênico.

Há duas coisas importantes para observar na hora de adquirir um saco de dormir: a proteção contra o frio e o peso.

Os modelos menores custarão um pouco mais caro, mas em compensação serão mais leves. E menos meso em sua caminhada lhe permitirá mais conforto para apreciar as paisagens e sua jornada.

A época do ano novamente influencia. Há sacos de dormir que lhe protegem do frio inclusive a temperaturas negativas. O saco de dormir é um item que não tem como testar, a menos que você tenha um amigo que possa lhe emprestar. Mesmo assim, é uma boa ir até uma loja especializada e olhar os modelos de perto.

Antes de comprar

Considere esses pontos e pesquise em sites, converse com vendedores e outras pessoas que fizeram o caminho. Se possível, vá até uma loja para experimentar diferentes modelos antes de tomar a decisão. Há uma variedade enorme de marcas e modelos de diferentes, de diferentes preços.

Lembre-se que preço e marcas não necessariamente qualidade. Há marcas famosas que machucam os pés e tem uns menos conhecidos e mais baratos que dão conta do recado. O segredo é escolher aquele em você sinta o conforto e tenha a ver com seu estilo.

Recebe Atualizações Semanais

Assine agora e receba um e-mail com o boletim semanal com dicas e atualizações do site.

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.